Aline Figueiredo

1994

A PROPÓSITO DO BOI

R$ 10,00Preço

Traça a história do trajeto seguido pelo boi no tempo e no espaço definidos, trazendo uma série de mapas desenhados pelo artista plástico Humberto Espíndola. Trata-se de uma interpretação voltada para dentro, em busca de alternativas próprias para com as situações defrontadas.

INTRODUÇÃO

Há cerca de 20 ou 25 milhões de anos, no período Mioceno, apareceram na Ásia os primeiros Bovídeos, mamíferos ruminantes da ordem dos artiodáctilos, essencialmente herbívoros.É suposto que, devido às formações glaciais, os representantes da grande família Bovídea se encontraram no Himalaia. Daí resultaria o gênero Bos, que dividiu-se em duas espécies principais: o auroque e o zebu. Retraindo-se as geleiras, o auroque ou Bos Primigenius, se espalha pela Europa e pela África Setentrional e dá origem ao Bos Taurus, que é o boi europeu. O zebu, se estabeleceu no sul da Ásia, na África Meridional e nos arredores do Mediterrâneo, dando origem ao Bos Indicus, o boi indiano. Taurus e Indicus teriam, pois surgido no norte da Índia e as espécies domesticadas que hoje conhecemos são exemplares desses troncos básicos. O boi europeu tem o couro grosso, os pêlos um tanto longos e pele de pouca cor, é próprio para as regiões temperadas. O boi indiano, mais conhecido por zebu e caracterizado pela giba ou cupim, tem o couro mais fino, pêlos curtos, pele mais frouxa e mais pigmentada, é próprio para regiões tropicais.

© 2019 por EdUFMT  - Editora da Universidade Federal de Mato Grosso
Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367 - Bairro Boa Esperança. Cuiabá - MT, CEP 78060-900