AMAZÔNIA: HISTÓRIA, ECONOMIA E TERRITÓRIO

Manoel Pereira de Andrade

2016

AMAZÔNIA: HISTÓRIA, ECONOMIA E TERRITÓRIO

R$ 35,00Preço

As interações entre os seringueiros e o ambiente amazônico estão relacionadas aos seus conhecimentos e às formas de acesso e de utilização dos recursos naturais, as relações de trabalho e produção, bem como à cultura material e à vida social destes trabalhadores agroextrativistas.

As colocações, unidades essenciais de trabalho e vida, são a base dos territórios onde se encerram relações econômicas e socioambientais. É a partir da colocação que os seringueiros determinam as suas estratégias de produção e sobrevivência.

As Reservas Extrativistas constituem uma importante estratégia de harmonizar os interesses existentes, de conservação e defesa da floresta e dos direitos das populações que nela trabalham e vivem.

Este livro pretende abordar o modo de vida dos agroextrativistas do Seringal Cachoeira, no Acre, e dos Seringais do vale dos rios Guariba e Roosevelt, em Mato Grosso. Faz um percurso histórico, econômico e social do seringueiro como identidade social, suas atividades produtivas, seus direitos e sua organização de luta, as quais criaram as condições para a institucionalização das Reservas Extrativistas.

© 2019 por EdUFMT  - Editora da Universidade Federal de Mato Grosso
Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367 - Bairro Boa Esperança. Cuiabá - MT, CEP 78060-900