FRONTEIRAS E TERRITORIALIDADES: MIRADAS SUL-AMERICANAS DA AMAZÔNIA À PATAGÔNIA

Carlo Romani; Carla Menegat; Bruno Aranha (ORGS.)

2019

FRONTEIRAS E TERRITORIALIDADES: MIRADAS SUL-AMERICANAS DA AMAZÔNIA À PATAGÔNIA

R$ 40,00Preço

A histórica condição de fronteira (entendida como zona de contato e fluxos dos mais diversos), tanto do espaço amazônico quanto do espaço platino, impõe a necessidade de se pensar suas intensas e duradouras conexões com as áreas vizinhas, tanto aquelas do território brasileiro (ou luso-americano, no período colonial) quanto as demais áreas do continente sul-americano. Essas conexões viabilizaram a constituição de rotas econômicas, políticas, culturais e de migrações, inserindo tanto a Amazônia quanto as áreas da bacia do Prata em dinâmicas mais amplas do que as exclusivamente locais ou regionais. Observamos que as áreas fronteiriças a que estamos nos referindo em termos históricos contemplam toda a atual fronteira brasileira com os demais países sul-americanos. Entendemos que os estudos de fronteiras no Brasil ainda são pensados e realizados em termos majoritariamente regionais, pouco se inserindo na produção de uma História global, ou mesmo nacional. Salvo exceções, a fronteira na História nacional foi e ainda é pensada em termos de limite político, pouco se usa a expansão da fronteira como modelo explicativo da conquista.

© 2019 por EdUFMT  - Editora da Universidade Federal de Mato Grosso
Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367 - Bairro Boa Esperança. Cuiabá - MT, CEP 78060-900